Contactos

JS PROJETO DECORAÇÃO E REFORMA E CONSTRUÇÃO

  • Pessoa de contato: Jaqueline Silva-Decoradora e Desing de Interiores
  • Telefone: +55 (85) 8885-97-87
  • +55 (85) 9987-14-80
  • MSN: jaqueline_arq@hotmail.com
  • Skype: jaquelinearq
  • Endereço postal: AV VIRGÍLIO TAVORA,533, Fortaleza, Ceará, Brasil

Horário de funcionamento

Renovações do site

Perguntas frequentes

QUAIS AS MEDIDAS CORRETAS PARA SE REFORMAR UM BANHEIRO?

Para ser confortável a metragem mínima de um banheiro deve ser de 3,50m². Porém isso depende do formato do ambiente.

Sempre reserve mais de 80cm para o boxe.

O desnível entre o boxe e o piso é necessário para repressar a água durante o banho.

Coloque a prateleira de xampu e sabonete na parede oposta ao chuveiro. Esse cuidado pode evitar possíveis acidentes.

A distância entre o vaso e o boxe deve ser de no mínimo 15cm, assim como a do vaso para a parede.

Os acessórios para pendurar roupas e toalhas devem estar 1,40m a 1,60m do chão.

A torneira deve ficar entre a parede e o ralo e não sobre ele. Isso evita acidentes na hora de lavar o rosto.

Não cole o espelho diretamente na parede. Atrás do vidro deve ser colada uma espuma especial, manta ou madeira para aumentar a vida útil da peça e reduzir a oxidação.


É NECESSARIO TER BAR NA SALA?

A Sala é seu cartão de vizita.Podemos dizer que é a personalização do seu jeito.O bar hoje pode estar transformado em um aparador com algumas garrafas e dentro de um movél pequeno com iluminação.Mais se vc recebe varios amigos e gosta de cozinhar.É necessário criar um ambiente na varanda ou mesmo na sala se a mesma for suficientemente grande.O chique é ter detalhes e organizar sua sala a contexto.ou seja tudo aquilo que vc necessita a mão.


PORQUE CONTRATAR UM DECORADOR?

Ter uma casa bonita, confortável e desenhada por um arquiteto como nas revistas de decoração não é só para milionários e celebridades. A supervisão de um profissional qualificado ajuda muito na concepção do novo espaço para a moradia. Em um imóvel recém-adquirido ou em via de ser reformado, “O arquiteto tem uma visão global, que lhe permite desenvolver um projeto no qual estarão planejadas todas as etapas da construção, evitando desperdício de tempo e de material. Como escolher e comprar material e fiscalizar o trabalho de pedreiros .


QUAL A DIFERENÇA DE MDF E MDP?

Se MDF e MDP são painéis produzidos a partir do pinus ou eucalipto e, se ambos possuem densidade média e valores tecnológicos similares, qual é o melhor na fabricação de móveis? Segundo os fabricantes de painéis, não existe painel melhor ou pior, mas diferenças técnicas que determinam, limitando ou expandido as possibilidades de aplicação, dependendo do uso que cada indústria quer fazer do produto.

As diferenças

O MDF permite mais criatividade no design do móvel, que pode receber formas arredondadas e com riqueza de contornos. Isso pode conferir ao móvel maior valor comercial. Ele recebe mais facilmente a aplicação tanto de pintura como de PVC. É recomendado para os casos que necessitem de usinagens de superfície ou topo, pois ele proporciona melhor resultado de acabamento. Usinagens em baixo relevo, entalhes ou cantos arredondados também pedem MDF.

De uso limitado, o MDP é mundialmente mais utilizado na fabricação de móveis residências e comerciais de linhas retas e formas orgânicas, como portas, laterais, prateleiras, divisórias, tampos retos ou pós-formados, laterais e frentes de gavetas retas, enfim, em partes verticais e horizontais do móvel, sem restrições de uso.

José Marcos Trad, diretor de Marketing da Satipel, explica essa diferença em termos técnicos. “A principal diferença é que no painel de MDP são utilizadas partículas de madeira em camadas, ficando as mais finas na superfície e as mais delgadas no miolo. Já no MDF, aglutinam-se fibras de madeira. Porém, ambos são classificados como Painéis de Madeira de Média Densidade”.

Em termos práticos, segundo Andréa Krause, gerente de Marketing da Indústria Moveleira da Eucatex “o MDF, por ser fabricado com fibras, necessita de mais madeira e de mais resina no seu processo, portanto o seu custo é superior, de 25% a 50% em relação ao MDP”.

MDF e MDP no mesmo móvel

E já que cada um tem melhor aplicabilidade em tipos diferentes de móveis, a união dos dois pode dar um resultado bem interessante. Em móveis cuja estrutura principal precisa ser reta, mas pode-se abusar da criatividade no acabamento externo, como armário, por exemplo, a união dos dois é perfeitamente aceitável. Dessa forma a limitação do MDP pode ser compensada com as possibilidades criativas do MDF. E essa junção ainda reduz os custos do produto final. Para o William Chiea, supervisor Comercial da Montana Química, “esta diversidade de painéis pode ser utilizada pelo fabricante de móveis de forma estratégica, como uma nova fonte de recursos para fabricação do móvel, tornando-se menos dependente de um único fornecedor, de um único produto ou até mesmo de demanda para exportação”.

Essa união pode ser lucrativa para a indústria de móveis. Vejamos, as partes maiores dos móveis são estruturados em linha reta. Isso significa que as fábricas podem utilizar mais o MDP, que é um produto mais econômico. A combinação disso com o MDF e compensado faz com que o fabricante tenha um móvel com preço mais competitivo e, o mais importante, com garantia de qualidade. “Nós recomendamos ao fabricante aliar o design às características técnicas dos painéis disponíveis para a fabricação do móvel, buscando sempre a melhor relação custo-benefício para garantir a competitividade do produto final”, diz Trad.

Andréa Krause reforça essa teoria dizendo que “a opção de trabalhar com uma ou outra matéria-prima está mais associada ao design do produto que se pretende obter e a estratégia de Marketing. Hoje, observam-se espaço para ambos os produtos no mercado, porém a melhor relação custo-benefício fica por conta do MDP, que é mais barato”.


PAREDES DE GESSO SÃO RESISTENTES?

Embora pesquisas de satisfação apontem usuários contentes com suas paredes de gesso, os fabricantes ainda precisam vencer o preconceito de quem desconhece o material. Aos poucos, eles vão desmitificando a crença de que paredes de gesso são frágeis. Sim, as placas são resistentes e aguentam objetos pesados. Mas é preciso aprender a usar buchas e parafusos próprios para elas (assim como há também buchas especiais para concreto e buchas especiais para paredes de tijolos). Abaixo, 13 dúvidas comuns sobre resistência do material são dizimadas. O especial Drywall Sem Segredos, encartado na edição de agosto de 2009 da revista Arquitetura & Construção traz ainda reportagens sobre conforto termoacústico e umidade nas paredes de gesso.

Paredes de drywall são resistentes?

Se bem-feitas, sim. Por isso, há necessidade de contratar gente especializada. Convém tomar cuidados, como o cálculo estrutural adequado ao pé-direito. Se for de 2,70 m, basta uma placa comum (12,5 mm de espessura) em cada lado do perfil metálico. Conforme aumenta a altura, melhor reforçar o conjunto com versões mais espessas ou duplas. Obras maiores pedem o auxílio de arquiteto, já uma parede pode ser planejada por consultores técnicos indicados pelas revendedoras.

As placas suportam a colocação de portas?

Sim, para isso é preciso preparar a montagem estrutural. Onde será fixado o batente, são colocados montantes e uma verga metálica na parte de cima do vão. O batente pode ser preso com parafuso (e então é mantido um reforço) ou espuma de expansão. Nesse segundo caso, melhor adotar montante duplo ou perfil de aço e chapas mais grossas (0,95 mm) que as utilizadas em perfis normais (0,50 mm). Em portas de correr, as vergas recebem trilhos. Para ocultar a folha corrediça, a solução é fazer à frente dela uma segunda parede simples.


COOKTOP OU FOGÃO?

Os fogões atuais evoluíram muito e atualmente podem ser encontrados diversos tipos no mercado. Escolher o fogão ideal depende do perfil de cada consumidor, o espaço disponível em sua cozinha e o tamanho de sua família.

Para um casal apenas, sem filhos, um fogão simples de quatro bocas seria o mais conveniente. E mais econômico também. Para uma família maior, com crianças, o mais adequado seria um fogão de seis bocas. Existem inúmeros tipos e marcas disponíveis no mercado para todos os gostos e por bons preços.

Uma boa pesquisa o levará a encontrar o fogão de sua preferência.

Tipos de fogão
Fogão de chão – O mais comum encontrado no mercado. Funciona a gás, pode precisar ou não de um conversor caso necessite de um botijão de gás. Todos vêm com forno embutido. Encontram-se nos modelos de quatro bocas (o mais simples) e o de seis bocas. Estão disponíveis no mercado fogões de até oito bocas. Como citamos acima, cada tipo se encaixa as necessidades de cada consumidor.

Fogão de embutir – Apresentam as mesmas características do fogão convencional (ou de chão), mas precisam de uma base para serem fixados: bancadas, armários etc. Ideal para consumidores que não possuem muito espaço na cozinha.

Fogão de mesa – São pequenos. Possuem apenas duas bocas e podem ser colocados em qualquer superfície. Indicados para cozinhas de pequenos escritórios, onde se possam fazer refeições rápidas, apartamentos menores como quitinetes, onde não há espaço para um fogão convencional e para estudantes que residem em repúblicas.

E qual a diferença entre o fogão normal e o cooktop?
Os cooktops são fogões de mesa. É a nova tendência da cozinha moderna. São estilosos e conferem elegância e charme ao ambiente, agradando aos gourmets que apreciam o conforto e a praticidade. Por ocuparem pouco espaço são apropriados para apartamentos novos que já foram projetados para móveis compactos facilitando a circulação no ambiente. Geralmente os gourmets preferem adotar um forno elétrico de embutir.

Um cooktop e um forno de embutir juntos, não ficam devendo em nada a um fogão convencional. Fáceis de limpar, estes produtos variam no acabamento em aço inox, vidro e vitrocerâmico.

Encontram-se nas versões: gás, elétrico ou no moderno sistema de indução, onde o calor é gerado por correntes eletromagnéticas acionadas automaticamente pelo contato com panelas de metal. Com acendimento automático, possuem um ou até cinco acendedores.

Segurança dos cooktops
Os cooktops atingem altas temperaturas em pouco tempo acelerando o preparo dos alimentos. Possuem ajustes bastante precisos para diferentes tipos de cozimento.

Quando a panela é removida, o local esfria rapidamente. Isso aumenta a segurança do ambiente no caso de crianças se aproximarem do local. Mas se você optar por um modelo de indução precisa providenciar a instalação seguindo à risca todas as normas de segurança.

Dica: Durante o cozimento você pode tocar a superfície dos cooktops por indução sem preocupações: ela nunca aquece em demasia. Só a panela fica quente


COMO DECORAR UM AMBIENTE PEQUENO?

Uma das coisas mais importantes para quem vai decorar um living pequeno é abusar das cores claras porque elas dão a sensação de que os ambientes são maiores.
Nas paredes prefira o branco com uma só parede colorida que deixar o ambiente chique e cheio de estilo.
Tentem integrar os cômodos porque você estará ganhando espaços bem interessantes e poderá dividi-los com móveis que ficarão lindos e você ainda não correrá o risco de deixar o ambiente apertado.
Abuse muito dos espelhos e de peças em vidro porque aumentam os ambientes.
Para deixar tudo no lugar escolha sofás pequenos e abuse de cadeiras e pufes porque podem ser tiradas do lugar quando necessário.
Coloque uma peça baixa para abrigar a televisão, a mesa de centro pode servir para colocar petiscos e bebidas na hora de receber os amigos.
Se seu apartamento é pequeno ficará muito charmoso conjugar o living com uma sala de jantar cheia de estilos e de preferência quadrada com quatro cadeiras porque ocupa pouco espaço e separar os dois ambientes com um aparador que você poderá colocar vasos e livros e terá um ambiente perfeito.


PORQUE UDAR PASTILHAS E COMO USA-LAS?

As pastilhas existem há muito anos e as de vidro a mais de 20 anos, no entanto elas nuca saem de moda já que o mercado de construção está sempre inovando e lançando coisas novas e surpreendendo pelas novidades. Existem pastilhas metalizadas, coloridas ton sur ton, transparentes, de inox e muitas outras que deixam realmente os ambientes lindos e diferentes além de serem duráveis.

Elas são ótimas opções pela facilidade de manutenção que apresentam e pela variedade de cores, estilos e texturas.

Os tipos de pastilhas encontrados são:
Porcelana
Resina
Vidro
Coco
Madeira


COMO CONSTRUIR?

Fazer uma plantas de casa é algo muito importantes para que a sua casa seja linda, tenha o espaço desejado e ao mesmo tempo te faça com que a sua família viva aconchegante e se sintam bem morando em um local onde há privilégios, temos que assumir, o melhor é que busque contratar os melhores profissionais em relação a parte da arquitetura, pessoas que irão construir a planta da residência até chegar ao pedreiro.

Se você tem realmente a intenção de construir um lar para você e suia família, a melhor coisa, é ter a planta da casa pronta, desta forma, você consegue não apenas ter uma referência para o que deseja construir como terá tudo feito de maneira correta, isso ajuda a sua casa a ter as melhores condições de estabilidade na hora de ser construída, pois, no caso das plantas de casas, elas geralmente são feitas e calculadas a todas as partes, desde a parte interna como a externa também.


QUAIS AS VANTAGENS DE UM VIDRO JATEADO?

É facil adicionar elegância em jateado para qualquer janela, porta de vidro, box, mesas (de centro) de vidro, salas de conferências, portas de armário, cristaleiras e muito mais.

Adesivo Jateado – sem bagunça, sem problemas.
Instala-se em minutos, e fica ótimo por anos!
Fácil de limpar apenas com água e sabão.
Melhora a privacidade e segurança ao permitir pouca visibilidade através do vidro.
Protege os tapetes e móveis de envelhecimento por ação do sol.
Isola o vidro e reduz o calor, poupa energia.
Difunde brilho e suaviza o sol forte.
Colável qualquer superfície lisa, não-porosa.
Suporta a umidade e vapor. Ótimo para decorar e dar privacidade para janelas, box, chuveiros e espelhos.


QUAL A DIFERENÇA DA TINTA FOSCA,SEMI-BRILHO E ACETINADA

Na hora de comprar tinta para sua casa, além da cor, é preciso escolher também qual tipo de brilho: fosca, acetinada e semi-brilho.

Mas, qual a diferença entre tinta fosca, acetinada e semi-brilho?

O nível de brilho é determinado pela relação entre o volume e a concentração de pigmento na tinta, chamado de PVC.

Relação PVC de tintas:

Semibrilho – PVC de 30 a 35% – Mais brilho
Acetinada – PVC de 40 e 45% – Pouco brilho
Fosca – PVC de 50 a 55% – Sem brilho

Qual escolher?
O primeiro quesito é o gosto. Mas outros pontos devem ser levados em conta:

As semi brilho e acetinada são consideradas de alto padrão, portanto, mais caras;
Quanto mais brilho a tinta tiver, mais mostrará imperfeições que a parede possa ter;
As semi brilho e acetinada são mais fáceis de lavar.
Espero ter ajudado e boa compra!


QUAIS OS CUIDADOS COM O PORCELANATO?

O porcelanato é um tipo de revestimento cerâmico formado por materiais nobres através de um processo de compactação superior ao da cerâmica tradicional. A escolha desse tipo de piso vem dominando o mercado graças à uniformidade de coloração, absorção de água quase nula e grande resistência à manchas e riscos. Combinadas, essas características são responsáveis por um piso brilhante e durável.

Para limpá-lo, utilize uma vassoura de pelo e depois passe um pano de chão molhado com a solução de uma colher (de sopa) de detergente neutro ou sabão de coco líquido diluído em um balde de água (cinco litros). Nunca utilize sabão em pó. Essa quantidade de detergente é suficiente para retirar a oleosidade e a sujeira, sem deixar o piso de porcelanato opaco. Passe um pano molhado e seque totalmente o revestimento com um pano macio para manter o brilho.

Segundo Alexandre Calvo, da Casa do Porcelanato, porcelanatos polidos não desenvolvem manchas nem riscam. "O que acontece é que porcelanatos com tecnologia antiga, que não são polidos, podem apresentar algumas manchas e podem riscar". Para que isso não ocorra, Alexandre sugere que seja aplicado no piso, logo após a colocação, um selador. O selador é um líquido próprio para porcelanato que impede riscos e manchas e deve ser reaplicado, em média, a cada seis meses


QUAIS AS ESPESSURAS DE VIDRO DEVO USAR?

O vidro é um recurso cada vez mais usado na arquitetura quando a intenção é integrar ambientes entre si ou com a área externa e iluminar espaços. Além das aplicações usuais, como em tampos de mesas e bancadas, janelas convencionais e box de banheiros, as chapas de vidro podem se transformar em escadas, substituir paredes, servir como portas e até como revestimento. Cada um desses usos, no entanto, vai demandar tipos de vidros com espessuras e tratamentos diferentes.

Danila Ferrari, gerente de engenharia da Fanavid, empresa que atua no beneficiamento de vidros, explica que a espessura da peça vai depender da localização da obra, tipo de fixação e dimensões. A localização do imóvel é importante porque a velocidade do vento em cada local vai exigir do vidro graus de resistência diferentes. É por isso, por exemplo, que o mesmo tamanho de vidro pode ser mais espesso e caro para uma varanda no décimo andar do que em uma no primeiro andar.

Por outro lado, quando ele é instalado sem caixilhos, estruturas de alumínios que funcionam como uma moldura para o vidro, também vai precisar ser mais espesso. Neste tipo de fixação o vidro é chamado de autoportante. Além disso, quanto maior for a área total da chapa de vidro a ser instalada, maior será sua espessura.

As empresa que atua no mercado de vidro, afirma que o mercado adota duas medidas padrões para a fabricação de chapas de vidro: 2,2 x 3,2 ou 2,4 x 3,2 metros. Quem quiser construir divisórias ou paredes de vidro ainda mais contínuas pode optar pela medida 3,6 x 6 metros, chamada de chapa jumbo. Renata explica que neste caso a espessura mínima será de 20 milímetros. A chapa jumbo costuma ser feita por encomenda e custa em média duas vezes e meio mais do que as chapas de tamanho padrão.

Além da espessura, o local de instalação e o tipo de fixação do vidro também vão demandar que ele seja laminado ou temperado, por exemplo. Na próxima página, saiba quando é preciso usar estes tipos de vidro.


QUAL A DISTANCIA NECESSÁRIA DO SÓFA PARA A TV?

Não adianta investir em uma televisão grande se a sala de estar de sua casa não permitir que entre ela e sofá seja mantida a distância mínima indicada pelos fabricantes. Segundo Kairós Nunes, responsável pelo marketing técnico da divisão de televisores da Philips Brasil, ficar perto demais da tela, independente se aparelho é fabricado com tecnologias como LED, LCD, plasma e alta definição, acaba fazendo com que o telespectador perceba durante a transmissão falhas e defeitos da imagem.

Kairós explica que hoje as novas tecnologias permitem que as pessoas sentem-se mais próximas da televisão. Isso é possível porque os pixels que formam a imagem nos aparelhos de tubo são maiores do que aqueles das televisões de alta definição, por isso, no caso de televisores antigos, os telespectadores precisam ficar mais distantes para que os pixels não sejam percebidos. "Hoje em dia é difícil ver o pixel, mas defeitos de imagens são recorrentes, como no caso de filmes que foram feitos em película e digitalizados", destaca Kairós.

Antonio Miadaira, analista de produto da Panasonic do Brasil, também ressalta que a proximidade entre telespectador e tela pôde aumentar pela maior da velocidade de atualização do painel. "O cansaço visual é muito reduzido e não há necessidade de forçar a visão", menciona. Na página a seguir veja como calcular a distância ideal entre sofá e TV.


PORQUE TROCAR O GESSO POR MDF?

Que tal rebaixar o teto da sala, aplicar iluminação especial embutida e não ver cair um grão de poeira sequer durante o trabalho de instalação das peças? Se você acha que esse é um sonho dourado da arquitetura de interiores, saiba que ele acaba de se tornar realidade!

Tudo porque os arquitetos e designers estão dando uma nova aplicação aos painéis de MDF. Aliás, já falamos aqui sobre esse assunto: o revestimento de paredes e tetos.

O que não tínhamos mencionado ainda é que essa solução decorativa pra lá de moderna – e linda – economiza muito tempo e trabalho servindo como suporte para os projetos de iluminação. O mais bacana é que depois de prontas, essas estruturas se parecem com telas de madeira brilhantes!

Se você pretende adotar essa ideia, lembre-se de avaliar bem as opções de painéis. Eles devem ser resistentes à umidade, podendo também ser uma boa solução para cozinhas e banheiros


O QUE É UMA CASAS GEMINADAS"

Casa geminada (lat. "gemini", gêmeos) é a construção de duas ou mais casas ligadas umas as outras, que dividem proporcionalmente o lote de acordo com a quantidade de unidades. É um tipo de residência simétrica que compartilha parte da estrutura e telhado com outra, com o mesmo arranjo interno invertido uma à outra. Geralmente, estas unidades formam um condomínio


QUAL ALTURA DEVO COLOCAR NICHO NO BOX?

Em Banheiro, Dica de Banheiro.
Quando reformar o banheiro, uma dica importante é planejar um nicho para shampoos e sabonete dentro do box. Esse detalhe faz uma grande diferença para o seu conforto. Uma altura ideal é em torno de 1,20m do chão, com no mínimo 30 cm de altura e pelo menos 10cm de profundidade acabado.